domingo, 13 de maio de 2012

- Parabéns para as mamães!!!

Parabéns as mamães!
Bom... Para não ficar repetitiva e falar tudo de mais maravilhoso sobre as mães (e sobre a minha claro!), vou falar sobre minha experiência de ser mãe e falar de você meu filho! Pois...
Teu sorriso me arrepia!
Teu olhar embriaga meu coração!
Tua vivacidade me faz delirar!
Tua singeleza me enche os olhos!
Tua simpatia me orgulha!
Tuas descobertas me conquistam!
Teu crescimento me renova!
Obrigada por você me ensinar tanto!
Obrigada! Por me ensinar a amar!


E claro obrigada especialmente a minha mãe! por ter me ensinado a SER MÃE! Essa ARTE  de SER  e VIVER a vida!

Um excelente dia para todas vocês!

segunda-feira, 26 de março de 2012

- Participação no Blog da Bicha fêmea!

Olá a todas e a todos!!!!


Esta foi uma postagem em que tive muito prazer em participar, pois fala sobre um dos momentos maravilhosos no qual estou passando... a maternidade!!!!


A Lidiane do blog bicha femea como sempre, organizou depoimentos de algumas mulheres-mães, para falar sobre este tema ainda polêmico para nossa moderna vida! como o fato de ser mãe, mulher, profissional... Enfim, as responsabilidades, cargas, facilidades e contratempos da atualidade. vamos lá! acessem o link! E aproveitem!

Enorme abraço no coração!


Mãe, cada uma de um jeito... todo mundo tem a sua

quarta-feira, 21 de março de 2012

- Dia Internacional da Síndrome de Down

Material retirado do:

Carlos Caroni
Diversas ações educativas são realizadas em todo o Brasil nesta quarta-feira (21), em comemoração ao Dia Internacional da Síndrome de Down, alteração genética produzida pela presença de um cromossomo a mais no par 21. Atualmente, a data ganha boa notícia – com os avanços da medicina, a expectativa de vida dos portadores da modificação genética subiu de cerca de 15 anos, em 1947, para 70. Os dados são da Santa Casa de São Paulo.
No Congresso, o tema será abordado durante todo o dia. Segundo dados do Instituto Brasileira de Geografia e Estatística (IBGE), o número de casos no país supera os 300 mil. A Síndrome de Down pode atingir um entre 800 ou 1000 recém-nascidos. A variação deve-se ao fato de a incidência do distúrbio aumentar em  filhos de mulheres mais velhas.
Segundo Juan Llerena, médico geneticista do Instituto Fernandes Figueira, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), 60% dos casos ocorrem em mães com mais de 35 anos. “Em jovens, a probabilidade é de um bebê com down para cada 1752 partos. Aos 40, o risco sobe de um para 80”, exemplifica o médico.
O transtorno pode ser detectado já nos exames pré-natais e confirmado através de avaliações laboratoriais após o parto. Estes procedimentos indicam ainda a severidade do distúrbio e a possibilidade de o casal ter outra criança com a síndrome.

quarta-feira, 14 de março de 2012

- Momento Poético!

Olá! hoje se comemora o dia da poesia!!! E como me atrevo a colocar aqui algumas palavras... Para deixar esse dia marcado deixo nesse espaço uma poesia que fiz em um dos momentos mais especiais vividos por uma mulher: A gestação! Esse poema foi feito em 08/08/2011.
Enorme abraço a todas e a todos!

EMOÇÃO!

É sentir que você vive em mim.
É sentir seus movimentos comprovando-me tua existência!
Emoção! 
É estar também ressurgindo diante de tua presença.
Presença ainda protegida, mas essencialmente comprovada.
Emoção!
É poder te gerar e ter a certeza que sou eu que nasce em você!


Adriana Pimentel


Publicado também no Recanto das Letras

quinta-feira, 8 de março de 2012

- Parabéns a nós Mulheres!

Hoje se comemora um marco importante na história!!! Sim porque não dizer isso!!!

Marca a luta e a conquista das mulheres perante uma sociedade machista...


"Tenho orgulho de ser mulher! De  ser forte e "frágil" de ser guerreira e ter a sensibilidade presente nas minhas veias,  nas minhas ações e no meu olhar, de ser capaz de me superar a cada dia, com o propósito de justiça e de relização, de ser abençoada por gerar uma vida! E descobrir a verdadeira essência da minha existência! SER Mulher"

Parabéns a todas as mulheres! e que SEMPRE tenhamos orgulho de nós mesmas!


Um enorme abraço no coração.

Adriana Pimentel

sábado, 28 de janeiro de 2012

- Que programa é esse afinal?

Esta crônica está rolando na internet. É um texto de  Luis Fernando Veríssimo; e acho muito prudente, pois nos faz refletir sobre a cultura no nosso país, e sobre "outras coisinhas a mais". Bom, vamos lá...Está aqui o texto para os que ainda não leram.

Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço. A nova edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.
Dizem que Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. O BBB  é a pura e suprema banalização do sexo.
 Impossível assistir ver este programa ao lado dos filhos. Gays, lésbicas, heteros...todos na mesma casa, a casa dos “heróis”, como são chamados por Pedro Bial. Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o que quer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ou heterossexuais. O BBB  é a realidade em busca do IBOPE. 
Veja como Pedro Bial tratou os participantes do BBB . Ele prometeu um “zoológico humano divertido” . Não sei se será divertido, mas parece bem variado na sua mistura de clichês e figuras típicas.

Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça, cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível. Em um e-mail que recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo. Eu gostaria de perguntar se ele não pensa que esse programa é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.
Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. Caminho árduo? Heróis? São esses nossos exemplos de heróis? Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros, profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores) , carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor e quase sempre são mal remunerados.
 

Heróis são milhares de brasileiros que sequer tem um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir, e conseguem sobreviver a isso todo dia.
Heróis são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna. Heróis são inúmeras pessoas, entidades sociais e beneficentes, Ongs, voluntários, igrejas e hospitais que se dedicam ao cuidado de carentes, doentes e necessitados (vamos lembrar de nossa eterna heroína Zilda Arns).
 

Heróis são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada meses atrás pela própria Rede Globo.
 

O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo, o incentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitos como valor, ética, trabalho e moral. São apenas pessoas que se prestam a comer, beber, tomar sol, fofocar, dormir e agir estupidamente para que, ao final do programa, o “escolhido” receba um milhão e meio de reais. E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a "entender o comportamento humano". Ah, tenha dó!!!
Veja o que está por de tra$$$$$$$$$ $$$$$$$ do BBB: José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir: oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão.
Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada a programas de inclusão social, moradia, alimentação, ensino e saúde de muitos brasileiros? (Poderia ser feito mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores)
 

Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores. Em vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um poema de Mário Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa..., ir ao cinema...., estudar... , ouvir boa música..., cuidar das flores e jardins... , telefonar para um amigo... , ·visitar os avós... , pescar..., brincar com as crianças... , namorar... ou simplesmente dormir. Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rios de dinheiro e destruir o que ainda resta dos valores sobre os quais foi construído nossa sociedade.
  
Esta crônica está sendo divulgada pela internet a milhões de e-mails.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

- Sete dicas valiosas para um 2012 de muita paz

Olá a todas e a todos!! Bom finalmente estou retomando (aos poucos) minhas atividades por aqui!!! E começo divulgando um valioso texto para que vocês possam iniciar um maravilhoso ANO!

Estas palavras são de um sábio praticante e divulgador da EFT (André Lima). Aproveito suas palavras, afinal é muito do que penso e desejo a todos. Feliz Ano Novo e Aproveitem!

A inquietação e a ansiedade humana nos leva a buscar e desejar inúmeras realizações em todos os campos da vida: financeiro, profissional, amoroso e saúde física. No fundo acreditamos que ao concretizarmos esses objetivos finalmente nos sentiremos completos. E o que significa essa completude mas profundamente? Significa nos sentirmos em paz, sem ansiedade.
Entretanto, os mais experientes já devem ter percebido que há uma ilusão nesse processo. Concretizamos novos objetivos (aumento da renda, novo apartamento, novo relacionamento, ter um filho e etc.), temos uma sensação inicial de bem estar, mas é passageira. Logo vem novamente a ansiedade e então iremos buscar mais coisas e realizações para que finalmente possamos nos sentir completos.
Quando vivemos dessa forma, a felicidade e a paz interior  estão sempre no futuro. O agora, que é a única realidade que existe, tem apenas breves momentos de alívio. Depositamos as expectativas no futuro,  que não existe, e deixamos de viver em paz no agora.
Como assim "o futuro não existe?". Alguém pode questionar isso. O futuro  existe apenas em forma de pensamentos que geramos. É apenas uma imagem mental ou um punhado de pensamentos. Você já conseguiu chegar no futuro? Nunca. Toda a vez que ele chega, ele é vivido como o agora, que é a única realidade que existe.
Alguns demoram a perceber que  viver dessa forma serve apenas para alimentar a ansiedade. O ego vive dessa maneira sempre no futuro e fugindo do agora.Quando ficamos em paz no presente, os objetivos se concretizam com muito mais facilidade. Só que o ego inverte a ordem das coisas  querendo que os objetivos nos tragam paz.
Primeira dica: Decida que a paz interior é o que é mais importante para sua vida. Afirme pra você mesmo: "Me sentir em paz é o que mais importa pra mim, eu escolho a paz interior".  Repita essa frase muitas e muitas vezes até que essa idéia se torne parte do seu ser, se refletindo nos seus pensamentos e ações.
Se a paz interior é o mais importante para a sua vida, você irá escolher viver o agora, pois viver no futuro e ficar em paz é incompatível. Sim, você poderá fazer o planejamento para atingir um objetivo. Poderá pensar no futuro para concretizar algo, mas assim que terminar de planejar, você voltará ao presente. Gradualmente você viverá a ordem natural das coisas: viver o agora a maior parte do tempo e fazer breves visitas ao futuro por meio dos seus pensamentos.
Segunda dica: A segunda dica para ficar em paz é aceitar cada momento que surge do jeito que ele é.  Indubitavelmente muitos  momentos se apresentarão de uma forma que você não deseja. Observe a sua reação. Você sente a contrariedade tomar conta de você?  Lembre-se novamente da afirmação: "Me sentir em paz é o que mais importa, eu escolho a paz interior". Você pode ainda completar: "Eu escolho a aceitação". Aceite o agora como ele se apresenta.
Favor não confundir aceitação com conformismo, inoperância ou falta de atitude. Se é possível fazer algo para mudar a situação para melhor, faça. Mas escolha se sentir em paz primeiro e depois aja. Agindo dessa forma suas ações serão muito mais eficazes. Não condicione o seu bem estar a resolução da situação.  E caso não seja mesmo possível fazer nada para mudar, apenas aceite total e incondicionalmente e fique em paz. Aceitar significa não criar uma resistência interior aquilo que já é. Brigar com aquilo que já é, é insanidade, coisa do ego.
A mente egóica irá tentar convencê-lo a brigar mentalmente com a situação tirando a sua tranquilidade. Fique atento, observe, e não dê energia a esses pensamentos. A repetição das afirmações de paz irá ajudá-lo a manter-se firme no seu propósito.
Terceira dica: Tenha muita paciência com você mesmo. Viver no agora e praticar a aceitação exige treino. A mente vem sendo condicionada há muitas gerações a funcionar de determinada maneira. O impulso da não aceitação e de viver no futuro será forte no início. Mas, gradativamente, com persistência  e paciência o padrão vai mudando. Vale a pena insistir.
Quarta dica: Pare de reclamar de qualquer coisa que seja: governo, marido, filhos, fila do banco, engarrafamento, impostos, funcionários, de você mesmo, dos homens, das mulheres, do seu corpo... A reclamação é a manifestação mais clara da não aceitação. Qual é a sensação interior que surge quando começamos a reclamar? É algo agradável? Traz paz interior? Claro que não. Do ponto de vista prático, reclamar não muda em nada a situação e nos faz sentir mal.
Um esclarecimento. Parar de reclamar não significa ficar cego ou deixar de reconhecer o mal funcionamento de alguma coisa  e as atitudes negativas de alguém. Continuamos vendo tudo, mas sem gerarmos a negatividade no nosso interior que apenas nos prejudica. Podemos ainda tomar atitudes caso esteja a nosso alcance. Mas primeiro lembre-se que ficar em paz é seu maior objetivo, e depois aja.
Quinta dica: Afasta-se cada vez mais do noticiário da televisão, jornais, revista e internet. Muita ansiedade, pessimismo, medo e outros sentimentos são causados ou alimentados pela pesada carga de negatividade que as pessoas absorvem diariamente. As pessoas e a sua própria mente tentarão convencê-lo de que é preciso estar informado para não ficar "alienado". Mas o que observamos é que cada vez mais as pessoas ficam alienadas por consumirem informação demais. Se tornam negativas e cheias de crenças limitantes, mas pensam que são pessoas realistas e bem informadas.
Sexta dica: Busque auto conhecimento e ferramentas que podem ajudá-lo. Existem inúmeras técnicas e tratamentos: Pratique EFT (manual gratuito no meu site), pratique Ho'oponopono (técnica de cura havaiana, manual gratuito no site www.hooponopono.ws ), use florais, receba Reiki, pratique meditação, receba massagem, pratique alguma forma de arte (dançar, pintar, cantar...), invista em cursos de auto conhecimento, invista em trabalhos terapêuticos, e etc...
Sétima dica: Observe a sua mente tentando tirar a sua paz interior. É apenas um velho condicionamento. De repente você se pega relembrando de uma situação do passado e dizendo "eu deveria ter feito isso e aquilo", "foi muito desrespeito de fulano", "quem ele pensa que é". As vezes surgem lembranças de situações desagradáveis do passado e as alimentamos de forma automática com comentários e pensamentos. E outras vezes surgem discussões mentais que nem houveram. Imaginamos o que deveríamos ter dito e também coisas que e o outro nem disse, mas que supomos que ele deve ter pensado. É muita viagem mental. Mais uma vez, ao se dar conta desses pensamentos, tenha muita paciência com você mesmo.  Aceite-os e procure não dar mais energia pra eles. As frases de paz interior o ajudarão novamente a manter o foco. Pratique o perdão. A EFT pode ajudar muito.
Related Posts with Thumbnails

Vídeos

Loading...