sábado, 31 de dezembro de 2011

- Feliz Ano Novo!

 Ufa!!!! O final de Ano chegou!!! E pensando nisso deixei programada esta postagem para vocês!

Então... Tenho uma proposta para todas e todos vocês. Que tal se fizermos uma varredura de como foi este ano!!! vamos fazer diferente!!!!! Para fazermos diferente este novo ano que se aproxima!!!!!

Assista este maravilhoso vídeo com  a maravilhosa música de Vander Lee! para que vocês possam se inspirar e entrarem neste ano de 2012 com coisas novas em suas vidas!e principalmente: revendo as suas vidas! E acreditando em você e em um mundo melhor!!! Cuidando mais de você (sem esperar que ninguém faça isso por você!). É momento de interiorizar seus passos! E a música diz tudo!

Reescreva sua vida! Cuide de você!

Um Ano Novo maravilhoso!!!! Até ano que vem!!!!




segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

- Chegando a hora!

Olá meus lindos frequantadores deste blog!!

O título deste post é bem sugestivo... Quando falo está chegando a hora é por que meu príncipe está para chegar logo agora no início de dezembro. No post anterior -Momentos  já expliquei um pouquinhoo motivo das minhas ausências... 


A chegada de um filho muda um pouco as nossas vidas... Mas aguardem... quando nos adptarmos (eu, o bebê, papai, irmãs...) estarei aqui novamente.


Quero desde já!!!! desejar um maravilhoso Natal e um Ano Novo incrivel para todas e todos vocês!! Cheio de Luz! Paz! muita Saúde e Amor!!!!Que 2012 seja o ANO! das verdadeiras mudanças! Assim eu acredito!

Enorme beijo no coração de vocês já com imensa saudade!!!


sexta-feira, 7 de outubro de 2011

- Momentos!

" Há duas maneiras de viver a vida: uma como se 
nada fosse um milagre
e outra como se tudo fosse um milagre"
A. Einstein

Olá a todas e a todos!!!

Venho hoje me desculpar pelas minhas ausências... Mas sei que entenderão!!!!

O título deste post é: Momentos! Pelo simples fato da fase em que me encontro ser um dos momentos mais especiais na vida de uma mulher (pelo menos é assim que está sendo para mim), daqui a alguns meses o ser que se desenvolve em meu ventre virá ao nosso mundo!!!E estou vivendo isso como um lindo e belo milagre... Então vocês podem imaginar como estou numa correria para organizar os preparativos para recebê-lo!!!!

Então, como consequência... Algumas outras coisas em minha vida ficaram um pouco congeladas, mas não findadas... 

Como vocês sabem tenho este blog como um maravilhoso hobbie e adoro trocar ideias com vocês... mas a vida da gente é feita de MOMENTOS! e mais uma vez estou curtindo de montão este que estou passando...

Para vocês terem uma ideia, este mês é justamente o mês de aniversário do Blog! e estou super feliz por isso CLARO!!! Mas confesso que as alterações vão ficar um pouquinho pra depois... Aprendi a respeitar meus momentos e o tempo das coisas acontecerem...

Portando peço a todas e a todos compreensão!!! Voltarei... como sempre voltei.... Buscarei escrever alguns posts em breve!!!!

Obrigada sempre pela força e pelas belas palavras que todos sempre colocam aqui!!!!

Enorme abraço e até breve!


sexta-feira, 19 de agosto de 2011

- Você sabe dizer não?

Como é sua reação diante dos inúmeros pedidos que o universo lhe faz?


Você é capaz de dizer não com naturalidade? sem culpas? sem se sentir péssima (o)?


Pois então! Algumas pessoas não conseguem esta proeza com tanta facilidade, e acabam naquele velho ditado: "descobrindo um santo para cobrir outro". Isso mesmo! por que na verdade a pessoa que disse o sim - sem na verdade poder dizer esse sim - Acaba em muitos momentos sufocando as suas necessidades em prol dos outros.


Sabe o que também pode estar por trás disso tudo?... Aquela velha atitude de querer ser a boazinha (bonzinho) para os outros, e é claro que essa forma de agir tem seus benefícios também.


Mas questiono sempre as pessoas que agem assim - Qual a necessidade de ser tão boazinha (bonzinho) para as pessoas?


Então peço sempre para fazerem uma reflexão!


- Será que não quero sempre ser perfeita (o)?
- Será que não me cobro demais nas minhas atitudes?
- O que pode acontecer comigo se o outro não gostar do meu "não"? Como eu ficarei?


Enfim, são muitos os questionamentos que podem ser feitos - dependendo, claro de cada um.


Faça o seu! Analise, questione-se sobre o motivo que você pode estar se anulando nas situações. Nem tudo é 100%, existe a metade das coisas.


Aprenda com os não que você também recebe. ELES SÃO NATURAIS! E se não fossem... Nossa como ficaria o mundo com todos dizendo SIM o tempo todo! como ficariam os limites e percepções das coisas.


Pense sobre isso! Treine! Aprenda a se preservar! E principalmente a entender que o NÃO também é SAUDÁVEL e CONSTRUTIVO!


Enorme abraço! e bom final de semana!


Adriana Pimentel

sexta-feira, 15 de julho de 2011

- Você cuida do seu cérebro!


Nosso cérebro é o melhor computador que existe!

Então como você faz para cuidar da manutenção dele!

Não nascemos sabendo tudo e também não nascemos já predeterminados a sermos isso ou aquilo! Existe uma construção! Um aprendizado, uma identificação, com ensaios e erros, que nos levam a um futuro!

E quando chegamos lá! O que fazemos para termos a continuidade do aprendizado. Do contínuo crescimento e principalmente discernimento das nossas ações e da nossa vida!

Encontro algumas pessoas que se entregam a uma “vida estática”, talvez por terem conquistado já “seus objetivos” e se deixam levar a um marasmo mental. Como se não pudessem mais desenvolver, aprender, reavaliar, reconstruir e construir mais nada. E ai eu pergunto: No que se transforma essa pessoa?

O cuidado com cérebro é o cuidado com o próprio SER! Com a alimentação da sua própria vida!

Sei que não existe uma regra. Mas sei que existe uma para cada um! Àquela que pertence às necessidades e desejos de cada um.
Existem pessoas que vivem se lamentando por “não ter condições” de realizar algo, colocando impedimentos, como a idade ou pessoas ou ... para se sentirem no direito de não mais realizar.

Sim, talvez algumas coisas o tenham impedido de seguir alguns caminhos; mas e os outros, ele não está conseguindo enxergar ou não quer enxergar?

Ás vezes não admitimos que nos entregamos. Que entregamos a nossa vida!

E como disse não há regras, mas a sugestão é! Trabalhe! Trabalhe seu cérebro!

Aprenda algo novo! Cante! Dance! Renove! Ouse!

Cuide-se!

Encontre algo que você se identifica, ande, vá atrás. As coisas não caem em nosso colo, como um passe de mágicas.

Precisamos nos disponibilizar a fazer e quem sabe reinventar!

E como sempre digo! OUSE MAIS! Cuidando claro de VOCÊ!

Espero que tenha conseguido passar um pouco do cuidado que desejo a todas e a todos!

Boa sorte! Enorme abraço e um bom final de semana!

Adriana Pimentel

sábado, 9 de julho de 2011

- Momento poético!


LIGAÇÃO!

Hoje sei o sentido ainda maior do que é ligação!

A forma mais completa de um ser humano entender o amor!

O amor incondicional!

A ligação como forma de criação! Complemento! Continuidade!

A ligação que une um cordão a uma vida! A uma nova vida!

A pulsação de sentir o elo! Que já se inicia mesmo antes de se estar completamente formado!

A pulsação da responsabilidade – sem peso, da amabilidade, da realização, do desejo!

Da concretude do desejo!

Hoje sei da minha ligação ainda maior com mundo!

Com a mágica da vida!

Com a beleza da vida!

Com o poder da criação!

Que me faz estar aqui! VIVA!

 Na certeza de o que exatamente me liga a você! O meu amor!


Adriana Pimentel (07/06/2011) - poema publicado também no  Recanto das letras

segunda-feira, 20 de junho de 2011

- Que comentário é esse?!?!


Olá a todas e a todos!!!!

Bom venho hoje fazer mais um desabafo e abrir uma discussão sobre certos comentários que recebemos aqui no nosso mundo bloguístico... Que comentário é esse?

No ano passado quando publiquei um post sobre misoginia Ele te ama e depois te maltrata? Ele pode ser um misógino! uma certa pessoa com um pseudônimo de Lixo atômico. Deixou um comentário um tanto desaforado, sobre essa matéria que  há muito já se discute. Sobre determinados tipos de homens e seus respectivos tratamentos a suas mulheres, companheiras, namoradas...

Sempre digo que as palavras postadas aqui, não são verdades absolutas e que em diversos momentos publico posts que também não são de minha autoria, mas que por achar interessante e útil eu os publico.

Enfim, durante algum tempo pensei se escreveria sobre isso... e hoje decidi e lanço para todos a provocação sobre esse comentário, que não postei por conter palavras de baixo calão e por acreditar que meu blog é acessível a todas as idades e por não ter esse propósito.

Todos aqui têm o espaço de colocar suas opiniões, contudo acredito que as palavras podem e devem ser medidas... Respeito a opinião deste cidadão, contudo repugno sua forma de abordar sobre as mulheres e principalmente sobre as psicólogas. Não precisa disso!!!!

Pergunto então? Se essa pessoa é tão consciente de suas atitudes por que motivo tanta agressividade nas palavras? Sugiro que siga seu caminho e nele claro! vai encontrar diversos tipos de mulheres que podem até gostas de pessoas como ele, mas confesso que estas devem ser tão desestruturadas quanto ele. Mas paciência!!!!! existem divergências, atitudes e loucuras para cada gosto!!! Não posso consertar o mundo!!!! Mas sim fazer a minha parte!


Então vai lá o comentário. Leiam e postem suas opiniões... Espero que assim possamos criar uma rede onde pessoas inteligentes, agem de forma inteligente....



"Sou misógino assumido. Primeiramente,quero deixar umas palavras a autora deste texto. Nós misóginos sabemos que se a gente for HOMENS BONS, e ou bonzinhos como vcs psicólogas de m.... querem, nós se f....... Mulheres de hoje não querem homens bons e honesto e trabalhadores, Elas querem é o cafageste e ou rico. Bons não querem por isso estão todos sozinhos E ELAS ESTÃO É CORRENDO ATRAZ DOS RUINS; A sociedade feminina tem um poder de barganha MUITO GRANDE, apelidado por nós misóginos de "B...CARD".Então nós misóginos não somos crianças e nem é inconciente nossos comportamentos, nós temos é muita conciencia e agimos ANTECIPADAMENTE para o que realmente uma cretina pretende fazer.abraços e sucessos.  

Isso mesmo o que acharam? Não é incrível a colocação deste cidadão?!?! (Ah! e me parece que ele desistiu de ter este blog sobre o misógino moderno, por que será??????)

Então, depois de muito esperar, decidi publicar este post, agora, deixo o espaço para vocês. Claro com a conscientização das palavras  aqui colocadas.

Enorme abraço!


Adriana Pimentel

domingo, 12 de junho de 2011

- Dia dos namorados!

 Ai! ai! o amor!!!!

Que encanta, que levanta e faz vibrar...

Dia dos namorados! dos apaixonados! dos que sabem curtir a vida (os que realmente sabem que ela é para ser vivida!).

Parabéns a todos os enamorados. Que hoje e sempre possamos viver a vida como ela deve ser vivida! Mas não só hoje, comprando presentes e fazendo homenagens. O dia dos namorados são todos os dias, pois não devemos esquecer que devemos alimentar o amor costantemente! como aquela plantinha que regamos todos os dias! Se não ela morre!

O amor é assim! Vivências diárias, recomeço diário, acordos diários, pois sabemos que cada relacionamento tem suas particularidades... Lembrando sempre das nossas palavras (lembrando o post anterior) da nossa participação neste mundo! do nosso papel e das nossas responsabilidades!

Viver! Amar! e ser Feliz! É o que desejo a todas e a todos! O resto... Bom, o resto devemos exercer um simples ato  A PACIÊNCIA! E a crença no positivo, ou seja a fé!

Ah! E se você não tem namorado (a), aproveite para namorar a si mesmo! para se cuidar! se amar! E claro distribuir amor com o mundo também... Todos precisamos de carinho e de troca!  Ok?

Enorme beijo no coração de vocês! e que tenham um excelente dia dos namorados!

Adriana Pimentel

quinta-feira, 9 de junho de 2011

- O poder das nossas palavras!

Acordei pensando em como nossas palvras podem salvar o dia de alguém ou até mesmo o mundo! Ousado isso não é? Mas é real e depois de ver este vídeo vocês irão entender melhor o que quero dizer neste momento! Alguns de vocês já devem ter assistido este vídeo. Bom! Sempre vale a pena relembrar...





Vamos refletir sobre nossos gestos e palavras... Vamos nos lembrar que somos seres humanos e que devemos ser compassivos com o próximo! O mundo está precisando de um olhar mais humano, pois a inversão de valores está impressionante e inacreditável! Nossa! não gosto nem de pensar!


Então Vamos nos inspirar no vídeo!!! 

Enorme abraço a todas e a todos!

Adriana Pimentel

terça-feira, 31 de maio de 2011

- Devolva meu sotaque!

Achei muito interessante essas palavras... então decidi colocá-las aqui e compartilhar com vocês!!! Bom proveito!!!! Abraços!!!!

Sou do Recife, a maior cidade pequena do mundo. Por aqui, mania de grandeza é bóia: temos o maior Shopping da América Latina (improvável), a maior avenida em linha reta do Brasil (duvide-o-dó), o maior bloco de carnaval ao ar livre do planeta (vá lá, esse pode até ser), somos recordistas em ataques de tubarão, temos o canal mais fedorento do mundo (isso eu tenho quase certeza que é verdade) e que, além de fedorento tem as únicas comportas em forma de caranguejo do universo.
É assim, a gente se orgulha de tudo, uma resenha.
Ok, exagero, eu sei! Deixemos esse bairrismo exacerbado de lado, mas precisei exemplificá-lo para que você, leitor de qualquer outra parte do mundo, entenda como a gente fica arretado ao ver o galã da telenovela das seis dizer um VISSE no lugar errado, com a entonação errada, na frase errada!
Nada contra essa “nordestinização” globalizada. Mas, já que vai fazer, movéi, que faça direito. Ainda não vi na história novelística brasileira, um ator/atriz (Suzanna Vieira inclusive e principalmente) que tenha entoado um sotaque de forma convincente.
A historinha televisiva é bonita, tem uma direção de arte linda, figurino interessante, mas porque, eu pergunto, insistir nesse danado desse sotaque que atores cariocas/paulistas não dominam? Vôte!
Não podia ser simplesmente como a outra telenovela que se passava na Índia, mas que todo mundo falava português? Licença poética! É de mentirinha, a gente já sabe disso, então pode tudo. Só não pode grear com sotaque dos outros. Sem fuleragem, né?
A gente já tem que engolir ser chamado de “paraíba” a vida toda (nada contra, muito pelo contrário, amo meus vizinhos paraibanos) mas, cada um no seu quadrado!
Sabe aquela aula de geografia que você faltou? Pois foi justamente nela que ensinava que Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Ceará são lugares DIFERENTES. Parecidos, mas diferentes.
Já pensou eu chegar no Rio chamando carioca de paulista? Tu não ia estilar?
- Oxe, mas é bem pertinho e (pra gente) o sotaque é quase igual. Pode não?
Pode não! Paraibano é paraibano e pernambucano é massa. Eita, deixei escapar odanado do bairrismo que tava escondido debaixo do tapete, foi mal aí, movéi.
Desculpem o "arrudeio", mas é porque OXE e EITA são assuntos importantes pelas bandas de cá, VISSE?

Téta Barbosa é jornalista, publicitária, mora no Recife e vive antenada com tudo o que se passa ali e fora dali. A partir de hoje escreverá aqui sempre às segundas-feiras sobre modismos, modernidades e curiosidades. Ela também tem um blog -Batida Salve Todos

segunda-feira, 23 de maio de 2011

- Sobre finanças!

Olá pesoal!!! Saudades

Ainda estou bem lenta por aqui... Mas gostaria de colocar aqui um link para um blog SHOW DE BOLA! Que fala sempre de assuntos atuais e interessantes. E um deles foi sobre a questão financeira. Isso mesmo! Sobre como você controla seu dinheiro. Estivemos lá também dando algumas dicas. Vai lá e dá uma olhadinha. É no blog da Lidiane do bicha femea .

Enorme beijo a todas e a todos.

domingo, 8 de maio de 2011

- Dia das mamães!!!


Parabéns a todas as mamães!!!! Que bom que tenho este espaço para poder felicitar a todas vocês e principalmente a minha mamãe linda e maravilhosa, entção lá vai!


MÃE!

Já te escrevi tantas coisas... já te fiz alguns versos...
E noto cada vez que paro para escrever, não esgoto as palavras para dizer o quanto te amo e o quanto és especial para mim!

Por mais que pense no que te falar eu me perco nos meus pensamentos, não sei! Talvez porque nunca consiga expressar aqui neste plano a mulher que você representa para mim!
O amor de mãe é incondicional eu sei! E fostes à leoa para defender os seus filhos nos momentos mais difíceis...
Inspiro-me em você! Você não sabia disso não é? Mas me inspiro, pois uma das maravilhosas referências que tive na vida foi de ter uma mãe como você!

FORTE! GUERREIRA! PROTETORA!
                 
Como disse, por mais que escreva milhares de palavras, acredito que nunca conseguirei te falar tudo! Pois o amor de mãe é incondicional, eu sei, mas o amor de filha também!

Te amo! Minha mãe!
Obrigada por tudo! Sempre!
Sua filhota! 

segunda-feira, 2 de maio de 2011

- Poema



Recebi esta mensagem de uma amiga (acho que muitos de vocês conhecem) e achei muito oportuno colocá-la aqui no blog... Para explicar mais uma vez o fato de estar ausente.
Estou comendo minhas cerejas e usando os meus sapatinhos.... (ENTENDEM!!!) Sem deixar para depois. Peço mais um poquinho de compreensão... EU VOLTO!
Enorme abraço a todas e a todos.  
(Ah! Clica em cima do texto para aumentar ok!)

segunda-feira, 4 de abril de 2011

- Sumiço!!!

Olá minha gente linda!

É verdade!! tive um sumiçozinho... Tenho postado pouco por aqui não é?... Eu sei... Mas não se apavorem... vocês sabem como eu sou! E o que significa esse espaço para mim...

Mas assim como em outros posts anteriores sobre o tempo, reflexão e respeito e bla bla...Sempre venho respeitando o meu e sempre que algo acontece e pede para eu parar, eu paro.

E foi...E é!!! o que está acontecendo. Então, em breve voltarei a postar um monte de coisas interessanres, para todas e todos.

Com relação aos e-mails e comentários estarei sempre aqui respondendo a vocês ok!!

Han! han! É que mesmo dando este tempinho, sempre gosto de explicar um pouquinho...

Enorme abraço

Adriana Pimentel

segunda-feira, 14 de março de 2011

- Não reclame do seu parceiro!

www.walldesk.com.br/papel-de-parede
Bom dia a todas e a todos!

Navegando pela net encontrei este texto de Bruno J. Gimenes e achei ótimo para algumas mulheres refletirem também sobre seus comportamentos.... Me lembra um artigo que também escrevi se quer amor dê amor... Neste artigo ele fala tudo o que eu gostaria de dizer... Bom! Leiam e aproveitem....

"O tempo que a mulher gasta para lamentar-se sobre os pontos fracos de sua relação é a própria capacidade que ela tem de destruir a harmonia da vida a dois.

As situações de uma relação são como ondas do mar, que mudam de direção e de força de acordo com os ventos. Quando você se lamenta das atitudes do seu parceiro, você torna o mar ainda mais revolto. Por outro lado, quando você entende que a relação conjugal é um laboratório para a alma, você faz a sua parte para o amor crescer. E o amor cresce quando nos concentramos em querer amar... E querer amar é cuidar, aceitar, compreender e fazer por merecer o retorno.

As cobranças se tornam as raízes das brigas que levam o amor da relação à condição de cinzas ao vento. A paciência, a tolerância e o respeito são os pilares que sustentam uma relação amorosa. Sem essa tríade, não há amor. A paixão não é amor, mas pode tornar-se. Aquele que vive paixões temporárias constantes é porque não sabe aproveitar as oportunidades dadas para construir os alicerces de uma vida a dois. Os erros mais comuns surgem pelo fato de que as críticas aparecem assim que as emoções mundanas brotam na rotina de qualquer casal normal. A convivência é uma droga letal nas mãos dos profanos. O egoísmo é o agente causador da cegueira que gera a crítica, porque a crítica gera a ruína e a ruína vem da ignorância típica da egoísta.

 

Esse sentimento negativo, que é a causa maior de todas as doenças, sejam dos relacionamentos interpessoais ou da saúde física, converte a mulher em uma pessoa endurecida e alienada de sua responsabilidade de aflorar a sua energia essencial em todas as relações. Seja nas relações conjugais, de trabalho ou familiares, toda mulher deve convocar seu poder clareador de consciências e ativador de corações.

A crítica vem do erro mundano (egóico) de achar que a culpa está no outro. Vem da grave falha de interpretação das emoções produzidas. Do triste hábito da carência em projetar todos os sonhos no homem amado. Você é o seu sonho. Seus atos revelam a sua realidade e seu amor constrói seu paraíso.

Não perceber que o tempo gasto para criticar seu companheiro, é o mesmo que preparar a construção velha para a implosão destrutiva, faz de você infantil. Simplesmente pelo fato de que você nunca deve regar a semente que não quer que germine, e quando a semente da crítica é plantada e regada, a ruptura conjugal será a conseqüência mais natural.

Se está descontente, de mais amor, semeie a virtude do companheirismo.

Se o relacionamento já acabou e não há mais sintonia, então semeia a virtude do perdão, da aceitação e comece de novo com novos hábitos.

Se é o passado que lhe incomoda, então, tenha a certeza que você não é a vítima, não é a culpada e que estamos todos em evolução. Aprenda as lições e ame mais. Ame-se mais também.

Quando você critica seu parceiro, você faz crescer no seu jardim a erva daninha da desilusão, do desespero e da carência. Sempre somos nós os responsáveis pela colheita, sempre. O que você colhe é o que você planta.

A crítica que vem do egoísmo de pensar nos defeitos alheios é a porta de entrada da treva conjugal, o passaporte para uma vida de decepções. Nunca, jamais, critique seu parceiro. Seja você mesma, pondere os fatos, até abandone o barco procurando novas embarcações, mas criticar, nem pensar! No seu jardim, só devem existir lindas flores de amor e virtudes sublimes."

Mensagem de Viana recebida espiritualmente por Bruno J. Gimenes

QUEM É VIANA?

Viana sempre trabalhou na Terra como apoiador da expressão feminina. Em suas experiências de vida, por diversas vezes atuou a frente de projetos para apoiar mulheres no pós-parto, recém separadas, demitidas ou sob forte choque emocional provocado por situações traumáticas.

Seu jeito é tranquilo e centrado. Sua aparência transmite confiança. Levemente calvo, moreno, usa óculos de tamanho pequeno. Ele não se altera por nada, mantém sempre foco no sentimento da pessoa que pede sua ajuda. Ele olha no fundo dos seus olhos sem que você perceba que ele já "entrou na sua alma". Seu espírito é nobre, sincero, respeitoso, tranqüilo e centrado.

Suas palavras são de apoio e confiança. Ele considera o sofrimento normal, mas que seja por curto tempo, porque em excesso ele alerta que é um grave erro.

Ele sempre diz:

"Agora você já pode enxugar as lágrimas, já está bom (refere-se a cessar o sofrimento e começar de novo). Vamos em frente porque tem o Novo chegando diante de você".

Bruno é co-fundador do Luz da Serra.


Espero que tenham gostado ( Ah! Acrescento o igual tratamento para todos e todas as relações...) 
Enorme abraço! Adriana Pimentel 

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

- Momento poético!


Paralisia

Sinto-me paralisado.
Como uma dor sem sentido.
Como um motivo sem causa.
É como se a alma tivesse esvaecido e agora vagando quer se encontrar.
Sinto-me sem voz!
Inabalávelmente no silêncio.
Daquilo que posso, mas não consigo.
Pelo engessamento que se petrificou em minha aura.
Sinto-me sem sentido!
No ar, no canto, sem vento!

Adriana Pimentel – 25/01/11

Publicado também no Recanto das letras

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

- Dúvidas e respostas!



osorrisodogato.wordpress.com
Bom dia a todas e a todos!!

Esse é um novo post que espero manter com a ajuda de todos vocês!!! Devido a uma dúvida de uma cliente e acompanhante deste espaço... Eu pensei que poderiamos ainda mais trocar experiências...


Bom ela me mandou um e-mail com dúvidas que haviam surgido em sua mente por se deparar com situações ou pessoas....E me lançou um desafio... Respondê-las...Lembrem-se não existe verdade absoluta... Então aqui são respostas de uma estrada profissional que poderá contribuir com diversos assuntos, mas claro, como sempre digo é um espaço para trocar então... Vamos aos questionamentos...


"Oi  Adriana!
Obrigada por me permitir tirar algumas dúvidas ou sugerir matéria.

Já que você me deu a oportunidade, gostaria que você me respondesse algumas perguntas, se possível.

Por que existem pessoas que são duras, egoistas, arrogantes?
Pessoas que se sentem quase donos do outro, que mandam, que humilham, que tratam o outro com violência física e psicológica .
O que acontece com essa mente que acha que deve mandar e todos devem obedecer? Por que elas ficam mais furiosas quando não são obedecidas ou contrariadas?
Já se nasce pré-disposto a isso ou  é construido na personalidade de acordo com o ambiente em que vivem?
Será que a influencia dos pais em alguma fase da vida contribui? Por ex: em algum momento, os pais dão autoridade ao irmão(irmã) mais velho(a) pra mandar nos mais novos.

Eu não sei nada de psicologia, mas imagino que não se deve dar autoridade, liderança, excesso de liberdade a quem não sabe  tê-la.
Na minha ignorância, penso que isso pode influenciar e deixar uma pessoa cheia de direitos sobre o outro como no exemplo anterior.
Tenho essas dúvidas a muito tempo e fico imaginando respostas pra isso.
Acho que fiz perguntas demais, mas gostaria de saber tua opinião a respeito.
Obrigada pelo espaço.
Boa semana!                                    
Patricia Ligia"
Veja bem, primeiro devemos saber que cada caso é um caso único com indícios únicos... várias problemáticas podem fazer uma pessoa agir dessas formas que você citou.

O ambiente em que vive.
A própria criação e referências que essa pessoa obteve de pai, mãe, ou de figuras paternas e como foi tratada e educada...

Bom só um conhecimento da história de vida de cada um é que permite (ou que pelo menos, que tenhamos a ideia) do que acontece com o comportamento de determinadas pessoas...

Quando você pergunta se um irmão que tem autoridade sobre outro (permitido pelos pais)... De certa forma podemos dizer que sim.. se isso persistir... Mas a  vida e os nãos que essa pessoa vai ainda levar no seu caminhar também podem reformular sua forma de agir.
Como disse cada um é cada um!!!!!

O que posso lhe dizer é que existe diversas formas e pensamentos de agir... Seria muito bom, que com o nosso conhecimento atual, pudéssemos "ajudar" as pessoas a reavaliarem seus comportamentos... E podemos... Mas temos nosso limite.. o que podemos é o que eu sempre digo!!!! FAZERMOS A NOSSA PARTE NO UNIVERSO! SEMPRE!!!!!

Espero que tenha ajudado um pouco e que esses questionamentos sirvam para que possamos também avaliar nossos comportamentos...

Enorme abraço a vocês e a você Patricia!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

- Você é um propenso candidato a síndrome de Burnout?



Você já se sentiu esgotado profissionalmente?
Sentiu-se agressivo, impaciente em seu ambiente de trabalho?

Então leia atentamente algumas das características e explicações a seguir para se sentir mais aliviado por estar apresentando alguns sintomas que mesmo com medicação eles não são sanados. E através disso encontrar uma melhor solução para suas angústias!

Desejo que aproveitem a leitura!

“* Síndrome de Burnout é um distúrbio psíquico de caráter depressivo, precedido de esgotamento físico e mental intenso, definido por Herbert J. Freudenberger como "(…) um estado de esgotamento físico e mental cuja causa está intimamente ligada à vida profissional".
A dedicação exagerada à atividade profissional é uma característica marcante de Burnout, mas não a única. O desejo de ser o melhor e sempre demonstrar alto grau de desempenho é outra fase importante da síndrome: o portador de Burnout mede a auto-estima pela capacidade de realização e sucesso profissional. O que tem início com satisfação e prazer, termina quando esse desempenho não é reconhecido. Nesse estágio, necessidade de se afirmar, o desejo de realização profissional se transforma em obstinação e compulsão.

São doze os estágios de Burnout:
  • Necessidade de se afirmar
  • Dedicação intensificada - com predominância da necessidade de fazer tudo sozinho;
  • Descaso com as necessidades pessoais - comer, dormir, sair com os amigos começam a perder o sentido;
  • Recalque de conflitos - o portador percebe que algo não vai bem, mas não enfrenta o problema. É quando ocorrem as manifestações físicas;
  • Reinterpretação dos valores - isolamento, fuga dos conflitos. O que antes tinha valor sofre desvalorização: lazer, casa, amigos, e a única medida da auto-estima é o trabalho;
  • Negação de problemas - nessa fase os outros são completamente desvalorizados e tidos como incapazes. Os contatos sociais são repelidos, cinismo e agressão são os sinais mais evidentes;
  • Recolhimento;
  • Mudanças evidentes de comportamento;
  • Despersonalização;
  • Vazio interior;
  • Depressão - marcas de indiferença, desesperança, exaustão. A vida perde o sentido;
  • E, finalmente, a síndrome do esgotamento profissional propriamente dita, que corresponde ao colapso físico e mental. Esse estágio é considerado de emergência e a ajuda médica e psicológica uma urgência.
Os sintomas são variados: fortes dores de cabeça, tonturas, tremores, muita falta de ar, oscilações de humor, distúrbios do sono, dificuldade de concentração, problemas digestivos. Segundo Dr. Jürgen Staedt, diretor da clínica de psiquiatria e psicoterapia do complexo hospitalar Vivantes em Berlim, parte dos pacientes que o procuram com depressão são diagnosticados com a síndrome do esgotamento profissional. O professor de psicologia do comportamento Manfred Schedlowski, do Instituto Superior de Tecnologia de Zurique (ETH), registra o crescimento de ocorrência de "Burnout" em ambientes profissionais, apesar da dificuldade de diferenciar a síndrome de outros males, pois ela se manifesta de forma muito variada: "Uma pessoa apresenta dores estomacais crônicas, outra reage com sinais depressivos; a terceira desenvolve um transtorno de ansiedade de forma explícita", e acrescenta que já foram descritos mais de 130 sintomas do esgotamento profissional.

Burnout é geralmente desenvolvida como resultado de um período de esforço excessivo no trabalho com intervalos muito pequenos para recuperação, mas alguns consideram que trabalhadores com determinados traços de personalidade (especialmente de neuroses) são mais suscetíveis a adquirir a síndrome. Pesquisadores parecem discordar sobre a natureza desta síndrome. Enquanto diversos estudiosos defendem que burnout refere-se exclusivamente a uma síndrome relacionada à exaustão e ausência de personalização no trabalho, outros percebem-na como um caso especial da depressão clínica mais geral ou apenas uma forma de fadiga extrema (portanto omitindo o componente de despersonalização).

Trabalhadores da área de  saúde são freqüentemente propensos ao burnout. Cordes e Doherty (1993), em seu estudo sobre esses profissionais, encontraram que aqueles que tem freqüentes interações intensas ou emocionalmente carregadas com outros estão mais suscetíveis.

Os estudantes são também propensos ao burnout nos anos finais da escolarização básica (ensino médio) e no ensino superior; curiosamente, este não é um tipo de burnout relacionado com o trabalho, mas com o estudo intenso continuado com privação do lazer, de actividades lúdicas, ou de outro equivalente de fruição hedónica. Talvez isto seja melhor compreendido como uma forma de depressão. Os trabalhos com altos níveis de stress ou consumição, podem ser mais propensos a causar burnout do que trabalhos em níveis normais de stress ou esforço.Taxistas, bancários, controladores de tráfego aéreo, engenheiros,músicos, professores e artistas parecem ter mais tendência ao burnout do que outros profissionais. Os médicos parecem ter a proporção mais elevada de casos de burnout (de acordo com um estudo recente no Psychological Reports, nada menos que 40% dos médicos apresentavam altos níveis de burnout)

A chamada Síndrome de Burnout é definida por alguns autores como uma das conseqüências mais marcantes do estresse ou desgaste profissional, e se caracteriza por exaustão emocional, avaliação negativa de si mesmo, O termo Burnout é uma composição de burn=queima e out=exterior, sugerindo assim que a pessoa com depressão e insensibilidade com relação a quase tudo e todos (até como defesa emocional). esse tipo de estresse consome-se física e emocionalmente, passando a apresentar um comportamento agressivo e irritadiço.
Essa síndrome se refere a um tipo de estresse ocupacional e institucional com predileção para profissionais que mantêm uma relação constante e direta com outras pessoas, principalmente quando esta atividade é considerada de ajuda (médicos, enfermeiros, professores).

Outros autores, entretanto, julgam a Síndrome de Burnout algo diferente do estresse genérico. de modo geral, esse quadro é considerado de apatia extrema e desinteresse, não como sinônimo de algum tipo de estresse, mas como uma de suas conseqüências bastante sérias.

De fato, esta síndrome foi observada, originalmente, em profissões predominantemente relacionadas a um contacto interpessoal mais exigente, tais como médicos, psicólogos, carcereiros, assistentes sociais, comerciários, professores, atendentes públicos, enfermeiros, funcionários de departamento pessoal, telemarketing e bombeiros. Hoje, entretanto, as observações já se estendem a todos profissionais que interagem de forma ativa com pessoas, que cuidam ou solucionam problemas de outras pessoas, que obedecem técnicas e métodos mais exigentes, fazendo parte de organizações de trabalho submetidas à avaliações.
Definida como uma reação à tensão emocional crônica gerada a partir do contato direto, excessivo e desgastante ou estressante com o trabalho, essa doença faz com que a pessoa perca a maior parte do interesse em sua relação com o trabalho, de forma que as coisas deixam de ter importância e qualquer esforço pessoal passa a parecer inútil.

Entre os fatores aparentemente associados ao desenvolvimento da Síndrome de Burnout está a pouca autonomia no desempenho profissional, problemas de relacionamento com as chefias, problemas de relacionamento com colegas ou clientes, conflito entre trabalho e família, sentimento de desqualificação e falta de cooperação da equipe.

Alguns autores defendem a Síndrome de Burnout como sendo diferente do estresse, alegam que esta doença envolve atitudes e condutas negativas com relação aos usuários, clientes, organização e trabalho, enquanto o estresse apareceria mais como um esgotamento pessoal com interferência na vida do sujeito e não necessariamente na sua relação com o trabalho. Outros julgam essa Síndrome de Burnout seria a conseqüência mais depressiva do estresse desencadeado pelo trabalho.”

Bom, se você se identificou  com alguns desses sintomas, procure conversar com seu médico, (ou terapeuta) e como em outras palavras já deu a entender... Reformulações devem ser feitas no seu ritmo de trabalho para que você consiga administrar melhor sua vida e também conseguir entender as suas necessidades!

Procure fazer terapia, mudar hábitos, enfim você precisa admitir que precisa cuidar de você mesmo (a)!

Termino com uma frase que sempre digo! Vamos lá! Você consegue! Dê o primeiro passo! Boa Sorte! Estou sempre por aqui!

Enorme abraço!
Adriana Pimentel

* Fonte : Revista Viver Mente e  Cérebro, edição 161.

sábado, 1 de janeiro de 2011

- Ganhar e Perder!


fonte: Canstock


"PERDER E GANHAR ACONTECE ENTRE AS ORELHAS"

Essa frase foi dita pelo tenista alemão Boris Becker, que já foi o primeiro do mundo neste esporte.

Ele certa vez disse a um reporter que o entrevistava que " Ah, eu já joguei essa partida ontem à noite".

Isso mesmo ele trabalhava sua mente, exatamente para aquilo que ele queria. E sem duvidar que consegueria.

"Obviamente não adianta sonhar que o adversário erra, já que se trata de interferir na realidade interna, subjetiva, mandando mensagens para o prórprio cérebro. Só podemos fazer isso conosco, nunca com os outros." M. Spitzbart

Falo sobre esse assunto mais uma vez, e principalmente neste primeiro dia do ano!!!!!! Pois sempre estamos nos deparando com situações de desafios e quereres.

Então, para isso temos que manter nossa mente forte e sem dúvidas sobre nossas potencialidades. Deixando vir frases e visualizações positivas.

Podemos manter nossa mente quieta com a prática da meditação por exemplo; sei que hoje é muito difícil não pensarmos em "nada", por isso devemos encontrar meios para aliviar as tensões e nos mantermos no foco daquilo que queremos.


Vamos vizualizar o que queremos...Acreditando...Se perder e ganhar acontece entre as orelhas... vamos usar o nosso cérebro a nosso favor!!!!!!!!!!!Façam o teste!!!!!



Lembrem-se disso!!! E vamos aproveitar o momento e entrar neste novo ano que com um pensamento Diferente! Limpo! Otimista! e Vencedor!!!





  Um enorme abraço!
FELIZ 2011!!!


Fonte: Revista Mente Cérebro - Por Michel Spitzbart
Related Posts with Thumbnails

Vídeos

Loading...