sexta-feira, 24 de setembro de 2010

- Quer amor! Dê amor!


Olá a todas e a todos!!!

Estive pensando sobre esse tema essa semana em virtude de uma paciente minha se referir que: ficava chateada com algumas pessoas pelo fato de não darem atenção (amor) a ela!

Então questionei de imediato, que atenção real ela se dava, lógico? e que atenção ela também dava às pessoas que a rodeavam?

Foi quando ela caiu em si...

Ela analisou que até e-mails e telefonema não respondia, que às vezes "sei lá" dava algumas desculpas que não gostava ou que esquecia...

Então me vem a pergunta???

Quando quero amor, eu sou capaz de dar amor ou só fico falando daquelas pessoas que "não tem consideração por mim? Pensem sobre isso!!!! Em muitos momentos colocamos a responsabilidade no outro pela nossa felicidade, e esquecemos que somos altamente responsáveis pela nossa VIDA!
Devemos nos dar amor, doar amor e ser atenciosos e, primeiro lugar com nós mesmosssss.

E ai eu questiono mais uma vez!!! Eu sou capaz de dar atenção, carinho, consideração e amor ao outro?

Pense nisso! não espere que algo aconteça na sua vida! FAÇA acontecer!!! Diga, avançe seja ousada (o) - seguindo o caminho do coração a tendência é que vc sempre acerte!!!

enorme abraço e bom final de semana!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

- Raiva! Não se permita mais a esse sentimento! Use EFT!


 Você fica frequentemente com raiva de alguém ou se fica com raiva em algum momento de sua vida, você fica postergando esse sentimento que corroe a tua alma!!!
Fiz um trabalho muito interessante com uma cliente minha. Ela chegou ao consultório com muita raiva de uma amiga! Amiga essa que mora com ela há algum tempo.

Ela estava com tanta raiva que não queria nem vê-la na frente, sua vontade era de dizer um monte de coisas “desaforadas” a ela... Sabe aquelas coisas que a gente sente quando está com raiva de alguém... nossa! Isso é horrível! Hoje eu também não me permito mais a ruminar a raiva por alguém, posso até ficar na minha, quietinha... mas ruminar não!

Então, voltando ao assunto; ela veio com esse discurso de raiva e "chingando” e “chingando...” Mas ela percebeu o quanto esse sentimento a estava prejudicando.

Então começamos o trabalho falando as coisas das quais ela não gostava nessa amiga. E numa breve explicação foi explanado que na grande maioria das vezes nossas reações em relação as outras pessoas são atitudes que possuímos em nós mesmos e que NÃO ADMITIMOS! Isso mesmo, não admitimos que temos determinadas atitudes e atribuímos tudo as outras pessoas, sem se dar conta que aquilo que abominamos no outro, faz parte de nós mesmos.

Então a raiva a injúria, o julgamento se tornam fáceis quando direcionado ao outro, mas que na verdade é dentro de nós que está tudo aquilo que atribuímos a outrem.

Sendo assim, trabalhamos a princípio com o sentimento de raiva que ela tinha dentro do coração!

Iniciando com a frase lembrete: (Você entenderá melhor o que é a frase lembrete se ler o artigo  O que é EFT )

-Embora eu esteja com muita raiva de (nome da pessoa) eu me aceito profunda e completamente.
-Embora toda essa situação tenha me deixado extremamente com raiva de (nome) eu me aceito profunda e completamente.

E depois de algumas rodadas de EFT, a raiva que ela havia chegado ao consultório, estava se esvaindo e todos os pensamentos ruins em relação à amiga estavam se esgotando e seu coração ficando mais livre daqueles sentimentos que a estavam corroendo.

Ela saiu encantada, pois a princípio ela só queria falar da outra pessoa e de toda sua mágoa pelo que tinha acontecido. Numa outra sessão ela chegou dizendo que a procurou e que conversaram e se entenderam, e mais, ela já havia sentido um sentimento ruim com relação outra pessoa e de imediato fez EFT, e não se permitiu mais a guardar alguns sentimentos negativos em relação a vida!

Bom tiramos uma lição não é? E aproveito para questionar?
Será que em alguns momentos julgamos o outro, por não vermos em nós mesmos as falhas e ai transportamos ao outro essa responsabilidade?

Será que não ficamos alimentando uma raiva de algo ou de alguém e acabamos perdendo tempo de viver a vida de uma forma leve e mais tranqüila, podendo encarar as dificuldades ou as pessoas de uma forma mais madura? Aceitando uma realidade e que os defeitos existem EM MIM TAMBÉM???

Bom, digo uma coisa para todas e todos vocês: Eu não sou perfeita, sinto raiva, mas assim como minha cliente aprendi que acumular sentimentos ruins dentro de nós, só faz com que apodreçamos nosso espírito, fazendo com que sejamos iguais ou piores àqueles os quais desprezamos...

Vamos buscar sempre limpar nossos corações e nossos pensamentos, FAZENDO SEMPRE A NOSSA PARTE NESTE UNIVERSO! Eu estou sempre na busca, na busca da minha evolução, aprendendo, me arrependendo, mas o principal de tudo como vocês já me ouviram muito dizendo por aqui! VIVENDO!

Uma boa semana!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

- Momento Pensante!


"Quando estiveres na tempestade. Pára, respira e espera!
Existem momentos os quais devemos seguir o ritmo da maré e depois esperar que ela se acalme"

Adriana Pimentel (17/06/10)

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

- O sexo Oposto! E a Fase das Mulheres!

Olá a todas e a todos!!

Esta reportagem passou no fantástico em 2008, onde fizeram uma série que se chamava sexo oposto.

O maravilhoso é como eles representaram fielmente como a mulher reage às mesmas situações de forma diferente, com suas variações de humor no ciclo hormonal.

Trago esse assunto pois me reportando ao consultório. Trabalho isso com minhas clientes, no sentido de observarmos nosso temperamento analisando as nossas "fases"... Como a TPM por exemplo.

Assistam o vídeo e depois continuem lendo...


Este vídeo nos leva a infinita discussão de como as mulheres (nós mulheres) reagimos as situações cotidianas da nossa vida de acordo com as nossas fases da lua!!!!

Sim nossos hormônios!! Nossa como eles mexem com as mulheres hein?

O que venho notando é que cada vez mais devemos estar de olhos bem abertos a essas reações, pois a vida corrida que nós mulheres estamos tendo, afeta ainda mais nosso temperamento e a forma como encaramos tudo que acontece a nossa volta, dependendo principalmente do ciclo em que nos encontramos.

Digo isto, pois já consegui ajudar algumas mulheres a reagirem de forma diferente das quais vinham agindo antes, por não se conhecerem e não perceberem as mudanças que seu próprio corpo produz nesta fase em que os hormônios se alteram.

Somos diferentes sim!
Sentimos diferente sim!
E sofremos de TPM, ovulação e...

Claro que isso não pode virar desculpa para os homens reagirem de forma a culparem as mulheres por tudo, afinal de contas o homem também tem suas fases...

Mas, vai um alerta para as mulheres (e homens também, claro - para conhecerem melhor suas companheiras) para que se analisem ao ponto de arranjarem nesses momentos alternativas para que se passe por esses picos hormonais tendo a consciência de como estão...

Não é fácil, tem mulheres que precisam inclusive tomar medicação para aliviar os sintomas da TPM, mas então, as alternativas tem que ser efetivadas. E principalmente analisar depois que sua TPM passar se o sintoma o qual você sentia se ainda persiste.

Às vezes vamos descobrir que eles passam.

Faça você mesma essa pergunta? tenho TPM, como reajo aos diferentes ciclos em que passo no mês?? Mudo muito meu humor no decorrer do mês??

Bom mulheres, vamos lá vivendo o nosso mundo... Diferentemente dos homens, mas com alguns desejos e realidades bem parecidas...

Mas dentro de um contexto, cada um com originalidade e entendimentos. ( No final ele fala: uma boa convivência com o sexo exige que cada um ceda um pouco...)

Enorme abraço!!

Related Posts with Thumbnails

Vídeos

Loading...